ASV Tecnologia e Inteligência Empresarial

Home »
Blog

O que é RMM? “Remote Monitoring and Management”

RMM, “Remote Monitoring and Management” ou Monitoramento e Gerenciamento Remoto é o processo de monitoramento e gerenciamento proativo de computadores, servidores, redes, sistemas e cibersegurança de TI.

Este processo é comumente executado por provedores de serviços gerenciados, conhecidos como MSPs (Managed Service Provider). Ou seja, isso significa que o Prestador de Serviços de TI pode desempenhar suas tarefas de qualquer local que desejar através dessa solução.

Com ela, o MSP garante melhor controle dos computadores e dispositivos de seus clientes, segurança reforçada, atualização constante de softwares, entre muitas outras vantagens que verá ao longo do nosso conteúdo.

Como este Monitoramento e Gerenciamento Remoto é executado?

Para executar este processo os MSPs utilizam avançados softwares de RMM que funcionam por meio de um agente instalado no dispositivo a ser gerenciado.

Se um desses agentes encontrar um problema durante o monitoramento da infraestrutura de TI, um alerta será acionado.

O MSP que monitora esses alertas inicia as etapas necessárias para resolver o problema antes mesmo que os clientes os percebam. Isso significa que, ao utilizar uma solução RMM, os MSPs não precisam mais depender do modelo reativo, onde “espera quebrar para consertar”, mas conseguem corrigir bugs antes que se tornem problemas graves que podem custar muito tempo e dinheiro.

Desafios na administração de TI

  • Softwares desatualizados devido à falta de upgrades ou atualizações. Isso traz problemas com performance e torna a infraestrutura de TI mais vulnerável e suscetível ​​a riscos de segurança e violações de dados.
  • Gerenciar, pequenos bugs que não são corrigidos levam a problemas mais sérios e mais difíceis de reparar.
  • Gerenciamento em tempo real de Hardware e softwares que a empresa possuí.
  • Mostrar que as economias de curto prazo podem gerar impactos a longo prazo.
  • Dificuldade de convencer as empresas da importância de manter o parque tecnológico atualizado.

O que um bom RMM precisa ter?

Existem alguns fatores indispensáveis para garantir a qualidade do software. Entre eles, podemos destacar:

  • Monitoramento remoto e em tempo real;
  • Armazenamento de dados sobre a rede dos seus clientes;
  • Rastreamento da integridade, status e local de todos os dispositivos monitorados;
  • Instalação e atualização de softwares;
  • Correções e manutenções feitas remotamente, sem atrapalhar a operação do cliente;
  • Dashboards e Relatórios de todas as atividades das redes e, também, dos dados;
  • Automatização das tarefas de rotina.

Veja abaixo alguns benefícios do RMM em sua empresa:

  • Monitoramento Proativo: O RMM permite a detecção antecipada de problemas, como falhas de hardware, erros de software, alto uso de recursos, problemas de segurança, entre outros. Isso possibilita a resolução mais rápida e eficaz de problemas, minimizando o impacto nas operações.
  • Redução de custos: Com uma solução de RMM, os MSPs e as organizações acabam reduzindo os seus custos. Pois, investirão na prevenção e não na reparação de falhas e ataques. Além disso, pelo fato de o trabalho ser feito de forma remota, os profissionais de TI podem trabalhar de qualquer lugar do mundo e evitar as despesas de deslocamento.
  • Automatização de Tarefas: O RMM inclui ferramentas que permitem a automação de tarefas de rotina, como aplicação de patches de segurança, atualizações de software, backup e outras operações de manutenção. Isso ajuda a melhorar a eficiência e a reduzir o tempo de inatividade.
  • Gerenciamento de Ativos: O RMM auxilia na catalogação e no gerenciamento de ativos de TI, fornecendo informações detalhadas sobre hardware e software em uso na organização. Isso é valioso para fins de inventário, conformidade e planejamento de recursos.
  • Segurança da Informação: O monitoramento constante oferecido pelo RMM é fundamental para identificar ameaças de segurança cibernética em tempo real. Ele ajuda a proteger a infraestrutura de TI contra malware, ataques cibernéticos e outras vulnerabilidades.
  • Suporte Remoto: Os profissionais de TI podem usar o RMM para oferecer suporte técnico remoto aos usuários, o que é especialmente útil em ambientes onde a equipe de TI não está fisicamente presente.
  • Gestão de Desempenho: O RMM fornece informações sobre o desempenho de sistemas e aplicativos, permitindo a otimização de recursos e a identificação de gargalos.
  • Relatórios e Análises: Capacidade de gerar relatórios e análises sobre o estado da infraestrutura, o que é útil para tomada de decisões estratégicas e avaliação de desempenho.

Conclusão:

No geral, o Remote Monitoring and Management é uma parte fundamental da gestão de TI moderna, permitindo que empresas e organizações mantenham seus sistemas em funcionamento de forma eficiente, segura e confiável, ao mesmo tempo em que reduzem custos operacionais e minimizam o tempo de inatividade não planejado.

Sem dúvida, todo esse serviço que o RMM proporciona, garante o correto funcionamento das máquinas de uma empresa, assim como a sua segurança.

Gostou desta matéria e gostaria de saber mais sobre como implantar um RMM em sua empresa?

A ASV como uma empresa FULL MSP trabalha com as melhores tecnologias de RMM do mercado, e podemos lhe ajudar nesta jornada em mudar o departamento de TI de Reativo para Proativo, gerando muito mais performance e resultado.

LEIA TAMBÉM
POSTS EM DESTAQUE
MSP

O Que é MSP?

CONTEÚDO EM DESTAQUE
SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS